moda

Moda | Fashion Series: Shopping

Depois de escrever um post tão sincero como este último que publiquei, seria de esperar que o balanço para a escrita continuasse do meu lado. No entanto, nestes últimos dias encontrei-me sem qualquer inspiração. Tenho imensas ideias em mente e, ainda assim, não consegui escrever uma frase para nenhuma delas. Entretanto, encontrei uns pensamentos meio perdidos nas notas do computador, escritos na altura da Black Friday do ano passado. Pensei: haverá melhor altura para os partilhar convosco?

Read more “Moda | Fashion Series: Shopping”

pessoal

Sobre Autenticidade

O meu compromisso com este blog – este cantinho especial que não largo por nada – passa por expressar-me através de duas paixões que trago comigo desde que me lembro de mim mesma: a moda e a escrita. Já partilhei aqui convosco que o meu gosto por combinar as minhas roupas começou desde muito pequenina, ainda antes de saber que o meu gosto por escrever viria a ocupar um lugar semelhante na minha vida. Ora, este blog surge no sentido de não deixar escapar esses dois amores que tanto me fazem ser quem sou – e, com um pouco de sorte, inspirar alguém a não deixar escapar os seus.

Neste momento, sei bem o que quero e o que não quero para este blog; no entanto, no passado, debati-me com diversos momentos de incerteza e indefinição em relação ao que eu queria partilhar. Venho, por isso, escrever-vos sobre autenticidade e, de certa forma, lealdade connosco mesmas(os).

Read more “Sobre Autenticidade”

livros

Livros | Call Me By Your Name, André Aciman

(Quero escrever sobre este livro desde que encontrei esta fotografia.)

No início deste ano comprometi-me a recuperar as minhas leituras diárias. Decidi que não iria comprar mais livros até terminar de ler todos os que tenho em casa; no entanto, no decorrer deste processo, aprendi algo sobre mim mesma: demoro uma eternidade a ler um livro que não me desperte interesse. Não desisto de o terminar, por isso levo-o na minha mala para onde quer que vá, mas por lá vai ficando. Quebrei esta regra ao comprar o Call Me By Your Name. Gostei tanto do filme que comprei o livro uns dias depois, na versão original, que aconselho a quem se sente confortável com a língua inglesa, para que possam captar a essência da escrita de Aciman tal como é.

Já devem conhecer um pouco da história – somewhere in northern italy, 1983 – pelo interesse mediático que o filme causou. Mas, muito além da história de amor de um casal homossexual nos anos 80, Call Me By Your Name descreve-nos inocência, insegurança, paixão, descoberta. Lembra-nos daquele primeiro amor em que nos perdemos na outra pessoa, como se deixássemos de saber quem somos, porque todos os dias aprendemos mais sobre quem queremos ser. É assim que o livro está escrito: pela memória de Elio, anos depois do verão de 1983, numa escrita muito atraente e imprevisível. Pela descrição profunda dos seus sentimentos e do seu olhar sobre as coisas, o livro traz-nos também bastante sobre o que se passou depois daquele verão.

Curiosas(os)? Para quem quer assumir o compromisso de ler mais, este livro parece-me um bom começo. Há bastante tempo que não sentia aquela inquietação de querer ler a toda a hora para saber o que acontece depois das páginas onde fiquei – e não me lembrava do quão bem sabe! Digam-me: o que acham deste novo tema no blog? Faz-me imenso sentido começar a escrever sobre a própria escrita, uma paixão que anda lado a lado com a moda. Concordam?

moda

Moda | Must Have de Outono

O verão tem sido a minha estação preferida desde que me lembro – por adorar a harmonia entre mar e calor, por me sentir mais leve e descontraída, por celebrar o meu aniversário… e por muitas outras razões. No entanto, o outono tem vindo a revelar-se, de ano para ano, uma estação cheia das coisas de que mais gosto – os tons castanhos das folhas caídas, a chegada dos dias menos quentes, a sensação de recomeço de que vos falei neste post e, como não poderia deixar de ser, a moda. As coleções outono/inverno conquistam-me sempre, tornando-se muito mais fácil decidir o que vestir nesta altura do ano. E parece que o frio regressou de vez, por isso reuni alguns essenciais de outono que não dispenso em cada ano.

 

Knitwear, Knitwear, Knitwear

Outono: malhas, malhas e malhas. As malhas são das peças que mais gosto de usar, tanto em camisola como em casaco. As minhas preferidas são de mangas bem compridas e bastante quentes, das cores típicas desta estação – bege, castanho, verde seco. Não consigo resistir também a um casaco de malha comprido do mesmo género, principalmente em branco ou creme. Gosto de conjugar as minhas malhas com calças de ganga – raramente uso com saia, ainda que, quando bem conjugado, resulte muito bem. Pela versatilidade destas peças, não há dificuldade nenhuma em idealizar um conjunto confortável e interessante para o dia-a-dia. Para além de saber muito bem usar uma malha nestes primeiros tempos de frio, aquele ar mesmo cosy destas peças torna qualquer conjunto mais outonal.

Trench Coat

Um segundo essencial que regressa ao meu roupeiro no outono são os trench coats. Confesso que não sou fã de materiais impermeáveis para o dia-a-dia, por isso as minhas gabardinas não cumprem, de todo, o seu propósito de proteger da chuva. A razão pela qual gosto muito desta peça prende-se pelo corte, que considero mesmo elegante. O meu trench coat preferido é o clássico – bege, comprido, com cinto, com botões… com tudo a que tenho direito. Gosto de conjugar de duas formas: para um conjunto mais descontraído, com umas calças de ganga e uma blusa mais solta; e, para um conjunto mais elegante, com umas calças justas, geralmente pretas, e uma blusa mais justa tamém. Não me consigo cansar desta peça, por ser tão confortável e por dar um toque típico desta estação a qualquer conjunto.

 

 

Read more “Moda | Must Have de Outono”

pessoal

Update – Regressos de Outono

Estou, finalmente, de volta – e é tão bom. Não imaginam as saudades que tenho de escrever sobre as coisas que mais me apaixonam. Escrevo-vos de Barcelona, onde dei as boas-vindas a este (ainda) soalheiro outubro. E o que me traz até aqui? Nos últimos meses dediquei-me inteiramente à minha vida profissional – não escrevo desde o início do processo para me tornar assistente de bordo -, o que me deixou com muito pouco tempo e disposição para o blog. Esperam-me agora uns tempos de maior tranquilidade, de que estou a precisar há algum tempo, até surgir o próximo desafio – que, conhecendo-me bem, não tardará.

O blog recomeçará com muita força, porque tenho imensa vontade de voltar a partilhar convosco o que me vai na mente. Guardo imensas ideias, que foram surgindo durante estes meses, que quero passar para o papel. A moda continuará a ser o tema principal do blog – e o maior propósito deste projeto -, e gostava ainda de introduzir novos temas. Estariam interessadas(os) em que escrevesse sobre minimalismo, slow living ou sustentabilidade para além da moda? Ou que partilhasse alguns livros convosco? Deixem as vossas sugestões na caixa de comentários, em baixo, para que possa desenvolver conteúdos desse género!

Estou muito feliz por regressar a este cantinho, especialmente nesta altura do ano de que tanto gosto. Tenho um carinho muito especial pelo outono, por, desde pequena, ser uma época de recomeços. Ficam desse lado?