pessoal

Delightful September

escrito em setembro de 2017, editado em março de 2018

Setembro foi um mês de autêntica magia. Passei por um momento verdadeiramente desafiante, ao regressar de Roma depois da expectativa de que a cidade mais encantadora que já visitei se tornasse a minha casa nos meses seguintes. Esse regresso trouxe-me, numa semana, a um lugar onde queria estar há algum tempo e onde sou muito feliz. Por isso, recebi a melhor prova de que nada acontece por acaso e que, de facto, por vezes o que mais queríamos não se realiza para dar lugar ao que nem imaginaríamos alcançar. Este mês inspirou-me a acreditar que temos tanto controlo sobre o que escolhemos para a nossa vida como, por vezes, não temos controlo algum, e parece que tudo funcionou numa harmonia que, no meu caso, resultou muito bem.

Este mês trouxe-me também de regresso ao blog. Ponderei sobre de que maneira quero abordar a moda daqui para a frente e percebi que a escrita é a melhor maneira para me expressar, especialmente sobre o que mais me apaixona. Por isso, vou unir as duas artes que melhor me definem num só espaço. Na verdade, aí está o principal propósito para ter criado o blog: escrever sobre moda. Ainda assim, quero partilhar convosco tudo o que fizer sentido: os meus pensamentos, as minhas sugestões sobre os mais variados temas e por aí além.

Sendo a maria da organização, decidi apostar numa calendarização semanal para o blog. Todos os fins-de-semana – sábado ou domingo – publicarei um post mais elaborado e extenso, sendo que guardarei quaisquer outras publicações para assim que as consiga escrever. O que acham? Estou bastante entusiasmada por esta nova fase, porque sinto que estes novos conteúdos são muito mais fiéis ao rumo que quero para o blog.

Neste momento tenho duas plataformas de divulgação do blog – no facebook podem esperar um link para todos os posts e no instagram uma story para cada post também. Por agora, apesar de adorar escrever em inglês, os posts serão exclusivamente em português. Desta forma ficam mais pequenos e de mais fácil leitura; penso que nesta fase não há realmente necessidade de tradução. Espero que se identifiquem com o que aí vem. Acima de tudo, gostava de conseguir cumprir o meu objetivo de criar algo descontraído, genuíno e que vos abra portas para este mundo entre tecidos e palavras. Ficam por aí?

Inês Nobre
Um blog sobre o que mais me apaixona, como melhor me sei expressar - pela moda e pela escrita.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *