pessoal

Aos meus 21

escrito em agosto de 2017

Comemorei, há uns dias, 21 anos. Pela primeira vez, decidi passar o meu aniversário de uma forma muito discreta – até tirei a data do facebook – e, acreditem, soube incrivelmente bem viver este dia longe do online. Esta pequena decisão fez-me pensar no quanto a minha postura face à esfera digital tem mudado e, por isso, deixo-vos uma mensagem à altura da ocasião, a contar-vos o que se passou nos últimos dois anos desde que comecei a escrever online.

Lancei este blog há menos de dois anos – na altura, 21st Avenue -, no sentido de elaborar um espaço online no qual pudesse partilhar os meus pensamentos sobre temas interessantes para mim, especialmente no campo da moda. Levava este projeto como o hobby que era – e que continuará a ser – e estava genuinamente feliz e descontraída com o conteúdo que publicava. Sempre soube o que queria com este cantinho: passar as minhas ideias para o papel (e para o computador). Na esperança de inspirar alguém, como algumas bloggers me inspiraram a mim com as suas partilhas, pareceu-me uma boa altura para arriscar a fazer o mesmo. Um projeto genuíno, descontraído e bem intencionado tem, para mim, mérito pela sua génese em si, especialmente num mundo em que surgem cada vez mais blogs na procura pela popularidade.

Um ano depois, deixei que a pressão pelo alcance de alguma aceitação neste meio me levasse a descontração com que sempre encarei o blog – sem grandes compromissos, sem grandes expectativas. Como seguidora de blogs de moda, comecei a percecionar o sucesso online como uma equação de fotografias deslumbrantes e estilos de vida inalcançáveis, subtraindo cada vez mais as palavras, de que tanto gosto. Paralelamente, como aluna de comunicação, deparei-me com infinitas regras para uma boa presença online, que fazem com que este lado pareça um difícil desafio. Pessoalmente, como jovem com ideias e opiniões próprias, encontrei-me numa transformação fundamental no meu pensamento e na minha postura perante uma grande variedade de aspetos – entre eles, a presença online -, que me trouxe até de onde vos escrevo agora.

Read more “Aos meus 21”