livros

Livros | O Amor nos Tempos de Cólera, Gabriel…

Já ando para escrever sobre Gabriel García Márquez há algum tempo. Existem poucos autores com uma forma de escrever com que me identifique tanto. García Márquez encaixa as palavras umas nas outras numa harmonia que delicadamente me embala, enquanto descreve a narrativa com uma naturalidade que me transporta. Ofereceram-me O Amor nos Tempos de Cólera há uns anos – a minha mãe disse-me, assim que desembrulhei o presente, que eu adoraria a escrita de García Márquez, mas assumo que não fazia ideia do que vinha aí. O Amor nos Tempos de Cólera surpreendeu-me tanto que se tornou num dos meus livros preferidos – e introduziu-me a um dos autores de que mais gosto, pelo que guardará para sempre um lugar especial no meu coração.

Depois de ler O Amor nos Tempos de Cólera, comprei o aclamado Cem Anos de Solidão, com grandes expectativas. Contrariamente à maioria, confesso que gostei muito mais da história de amor da primeira obra que li do autor. Em conversa com a minha amiga Jéssica Rocha, que conheceram brevemente quando partilhei o meu fim-de-semana pelo Porto, chegámos à conclusão de que, apesar de ambas termos lido os mesmos dois livros, construímos opiniões muito diferentes acerca de cada um. Por isso, pensei em convidá-la a escrever a sua opinião. Numa coisa concordamos: a escrita de Gabriel García Márquez não nos deixa indiferente. Comecemos pel’O Amor nos Tempos de Cólera?

Read more “Livros | O Amor nos Tempos de Cólera, Gabriel García Márquez”
livros

Livros | Mrs Dalloway, Virginia Woolf

Começo este novo ano no blog com um livro, no âmbito de um clube de leitura chamado Uma Dúzia de Livros, pensado pela querida Rita da Nova. Este desafio baseia-se na leitura de um livro por cada mês do ano – daí uma dúzia – e o tema de janeiro não podia ser mais do meu agrado.

Quando li que o primeiro tema deste desafio seria um livro escrito por uma mulher, pensei instantaneamente numa resolução minha que ando a cumprir aos pouquinhos: começar a ler autores que tenho de ler uma vez nesta vida. Curiosamente, um dos artigos com sugestões de livros para este tema, que a Rita nos enviou, continha exatamente este princípio – women to read before you die – e foi lá que encontrei Virginia Woolf. Há certos nomes – de personagens históricas, de pensadores, de artistas – que nos estão gravados na memória, por pura cultura geral, mas que não conhecemos de verdade; Virginia Woolf era, com certeza, um desses nomes. Já na livraria, encontrei uma coletânea de escritos da autora sobre as viagens que fez durante a sua vida e sobre as quais foi escrevendo em diversos momentos – o livro chama-se Viagens e estava absolutamente certa de que seria a minha escolha. Estes meses têm sido marcados pelas cidades europeias que tenho vindo a conhecer, por virtude do meu trabalho, muitas delas por lá mencionadas, e, por isso, acabei por perceber que gostaria de ler aquele livro com calma e vagar, possivelmente à medida que as (re)visito. Pouco depois, cheguei a Mrs Dalloway.

Read more “Livros | Mrs Dalloway, Virginia Woolf”

livros

Livros | Call Me By Your Name, André Aciman

(Quero escrever sobre este livro desde que encontrei esta fotografia.)

No início deste ano comprometi-me a recuperar as minhas leituras. Decidi que não iria comprar mais livros até terminar todos os que tenho em casa. No entanto, no decorrer deste processo, aprendi algo sobre mim mesma: demoro uma eternidade a ler um livro que não me desperte interesse. Não desisto de o terminar, por isso levo-o na minha mala para onde quer que vá, mas por lá vai ficando. Quebrei esta minha nova regra ao comprar o Call Me By Your Name. Gostei tanto do filme que comprei o livro uns dias depois, na versão original, que aconselho para quem se sente confortável com a língua inglesa, para que possam captar a essência da escrita de Aciman tal como é.

Read more “Livros | Call Me By Your Name, André Aciman”